19 janeiro, 2012

A agenda dos 'Filhos de Salazar'


... só falta mesmo o Álvaro Santos Pereira reativar o Tarrafal para lá colocar os trabalhadores que se recusem a obedecer a estas medidas de pura opressão!

Decidi escrever, porque mais dia menos dia os filhos de Salazar vão introduzir como medida de austeridade o fim da liberdade de expressão, porque pode incomodar o descanso dos amigos que oferem milionários ordenados em empresas ex-públicas....

27 julho, 2011

Portugrécia (reposicão de post de 07/02/10)



Os últimos dias têm sido marcados pela colagem de Portugal à Grécia. A grave situação da economia helena criou um enorme problema à União Europeia que decidiu desde já admoestar Portugal e Espanha com um cartão amarelo para que estes não façam o mesmo que os gregos. Embora não esteja nos planos dos donos da UE expulsar os gregos nem os povos ibéricos, contudo é melhor levar o aviso muito a sério, ou caso contrário a torneira dos euros pode ser fechada...

Mas o que me leva a escrever, é uma certa indignação perante esta colagem de Portugal à Grécia!
Portugal não é a Grécia!

Embora, existam algumas semelhanças:

- São dois países que vivem muito perto da água... o que explica o porquê de meterem tanta água!

- Sócrates é um nome que diz muito aos dois povos! Com uma pequena diferença, do Sócrates grego ser escutado por todo o mundo, enquanto que o Sócrates português apenas é escutado pela Judiciária.

- Os dois países têm imensas ilhas. E embora a Grécia tenha muitas mais, Portugal tem uma que dá mais problemas que as gregas todas juntas...

- Ambos têm uma grande cultura e história vinícola. Os gregos têm o Deus Baco, e nós temos os fiéis!

Tirando isto.... não digam que Portugal é igual à Grécia!

11 janeiro, 2011

A lata destes gajos!

Para terminar o meu post, basta dizer que a solução para Portugal é: fazer eleições todos os meses!

12 dezembro, 2010

Secret Politic Story

Imagine-se que se faria uma casa onde se enviavam para lá alguns políticos... uma das possíveis conjugações de segredos na casa seria a seguinte:

1º Segredo - Sou filho de uma figura pública:
... por isso é que chegou a político!


2º Segredo - Tive um caso com um treinador de futebol da selecção portuguesa:

... acho que ainda vão acabar juntos!


3º Segredo - Vivi 9 anos num convento:

... é bem possível!


4º Segredo - Somos um casal falso
Pedro Passos Coelho e Cavaco Silva

... odeiam-se e têm uma paixão em comum, dançar o tango com Sócrates!


5º Segredo - Sou cúmplice da VOZ do povo

procura-se político para este segredo

... o lugar continua em aberto para o político que pretenda ser a verdadeira voz do povo!


6º Segredo - Somos namorados


... estes nunca me enganaram, as picardias são apenas para disfarçar!


7º Segredo - Tenho um transtorno obsessivo-compulsivo
... reage mal às críticas!


8º Segredo - Tive um bar de alterne, mas agora cobro nas SCUT's, porque me dá mais tusa

... assim vestido, faz o género!


9º Segredo - Tive experiências paranormais
Francisco Louçã

... é o que faz fumar certas cenas!


10º Segredo - Posei nú numa revista

... sem comentário possível!


11º Segredo - Tenho um irmão gémeo no governo


... separados à nascença, e reunidos em adultos para nosso tormento!


12º Segredo - Tive mais de 250 relacionamentos
13º Segredo - Fui acompanhante de luxo
... tirem as vossas ilações...


14º Segredo - Participei num assalto
Teixeira dos Santos

... nesta rubrica, cabia toda uma lista de políticos que faria duma lista de telefones um livro de bolso!

Agora é envia-los para uma casa na margem sul, e não votar neles para sair!

17 novembro, 2010

o crEdo dA crise


Creio em um só Cavaco,
Presidente pouco-poderoso,
Criador do tabu e das escutas,
visíveis e invisíveis.

Creio em um só José Sócrates,
primeiro-ministro,
gerado engenheiro
sem estudar há séculos,
Cábula de Cábula,
Inglês não Fez,
Mas com fax domingueiro chegou a engenheiro,
licenciado, não examinado,
com um inglês bem tramado.

Com Ele todas as SCUT's foram desfeitas.

E, por nós, portugueses,
e para a nossa maldição,
desceu da Independente,
E encarnou no espírito da governação,
e no seio do governo de Guterres,
se fez ministro.

Também por nós foi votado
e sob Jorge Sampaio;
foi eleito e indigitado.

Ressuscitou o Partido Socialista,
conforme queriam os trafulhas;

E subiu a São Bento,
onde está desgovernando à direita do PSD.

De novo há de vir com promessas,
para tramar os vivos e os mortos;
e o Seu reino nunca mais chega ao fim.

Creio no Teixeira dos Santos,
Senhor das finanças e fonte da miséria,
que prossegue com austeridade,
e com o IVA já a 23
é adorado e glorificado pela banca.
Ele tramou a classe média.

Creio na União Europeia
Una, franca anglo germânica.
Creio num só orçamento (e uns quantos rectificativos)
para remissão das dívidas.

Espero a redução dos impostos;

E a vida depois do défice que há de vir.

Amém

09 novembro, 2010

origEm dA crise



A melhor forma que encontrei para conseguir explicar a crise que vivemos em Portugal, foi recorrer a uma antiga fábula japonesa do coelho e os crocodilos.

Contam os nipónicos que numa pequena ilha vivia um coelho sozinho. Perto dessa ilha existia uma ilha maior onde viviam outros coelhos, e o pobre coelho desejava e sonhava um dia poder viver na ilha maior... mas ele não sabia nadar e muito menos voar. Então o coelho pensou, pensou, pensou, e encontrou uma solução para se desenrascar.

Foi então falar com um crocodilo, e perguntou-lhe:
- Crocodilo, diz-me: existem mais coelhos ou crocodilos?
- Crocodilos! - respondeu-lhe o crocodilo.
- Não acredito! Quantos crocodilos existem?
- Ah... bem... não sei..
- Então proponho que contemos os crocodilos, e depois os coelhos. Que dizes?
- Boa ideia, mas como os vamos contar?
- Fácil, chamas todos os crocodilos, e façam um fila, desta ilha até à outra, e eu conto-vos.

Assim foi, os crocodilos puseram em fila ligando uma ilha à outra, o coelho começou então a saltar de crocodilo em crocodilo, contando em voz alta: 1, 2, 3....

Quando estava a chegar ao fim, e deslumbrando-se com o êxito da sua manha, o coelho desata a rir...

Apercebendo-se da partida do coelho, o último crocodilo, deu uma dentada no coelho e roubou-lhe a pele, caindo o coelho na praia sem pele e meio-morto...

Com o nosso país aconteceu o mesmo! Os nossos queridos políticos engendraram um plano para enganar os 'crocodilos europeus' sacando-lhes os dinheiro para viverem como verdadeiros reis nesta ilha, o problema é que os 'crocodilos' aperceberam-se da manha dos nossos governantes, e começaram a dar dentadas... a pele já foi... o resto irá se os portugueses não correrem com estes coelhinhos saltitões que passam a vida a saltar de governo em governo, de tacho em tacho...

07 novembro, 2010

r E n A s c e r

Pintura de Malangatana (Moçambique)


O povo Nuer tinha uma explicação muito curiosa para o facto de cada um de nós estar condenado à morte.

Quando Deus criou o mundo existia uma corda entre o céu e a terra, e quando o nosso corpo era tomado pela velhice, chegava com ela o grande momento de renascer. Cada homem subia a corda, e ao chegar ao céu rejuvenescia, e descia a corda para uma nova vida...

Ninguém morria, todos viviam e renasciam.

Mas um dia, uma hiena subiu a corda e chegou ao céu. Deus ao ver a hiena ficou muito irritado, e disse à hiena que ela era um animal perigoso e que deveria ficar no céu para não atormentar o homem. A hiena não acatou a ordem de Deus, e desceu a corda. Ao aproximar-se do solo, a hiena cortou a corda e caiu na terra, e a outra ponta da corda foi içada para o céu.

A partir desse dia, o homem ficou condenado a morrer, porque jamais poderia subir ao céu pela corda.

E foi assim desta forma simples, de quem acabou de descer da corda, que retomo as minhas emissões.